Palestra da Câmara Árabe atrai mais de 500 pessoas

Diretor-geral da entidade, Michel Alaby, fez apresentação na Universidade do Vale do Itajaí, em Santa Catarina, para estudantes e empresários.

Alexandre Rocha
alexandre.rocha@anba.com.br

São Paulo – O diretor-geral da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Michel Alaby, fez uma palestra na noite desta quinta-feira (23) na Universidade do Vale do Itajaí (Univali), em Itajaí, Santa Catarina, a primeira de uma série que a entidade irá realizar na instituição de ensino. Alaby falou sobre as atividades da Câmara Árabe, sobre como a instituição pode ajudar as empresas brasileiras, e sobre a cultura árabe e a influência que ela exerce nos negócios

“Mais de 500 pessoas assistiram”, disse Alaby. A maioria era estudante da área de comércio exterior, mas participaram também empresários dos ramos de alimentos, móveis e material de construção, principalmente de revestimentos cerâmicos.

Evento na Univali teve casa cheia

“Mostrei dois filmes da Câmara Árabe, depois expliquei o que a entidade faz, com exemplos de trabalhos que podemos desenvolver, e depois falei sobre a cultura de negócios nos países árabes”, contou Alaby.

A Câmara Árabe abriu um escritório em Itajaí no primeiro semestre para atender as empresas que exportam pelo porto da cidade. Lá a entidade presta serviços de certificação de origem e de documentos de exportação – os mesmos oferecidos na sede, em São Paulo -, e conta ainda com um assessor comercial baseado em Florianópolis, mas que atende todo o estado. Alaby apresentou os três colaboradores que trabalham no escritório e o assessor comercial na palestra.

Foi a partir da abertura da filial que surgiu a ideia de fazer um acordo com a Univali, com o objetivo de divulgar entre os estudantes e empresários locais as oportunidades de negócios representadas pelos países árabes. Outras palestras relativas ao mercado árabe vão ocorrer em setembro, outubro e novembro.

Acompanharam a apresentação ainda o coordenador dos cursos de Comércio Exterior e Gestão de Portos de Univali, Manoel Antônio dos Santos, o diretor da Escola de Negócios da universidade, Sidney Vieira Marinho, e o representante da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), Carlos Frederico da Cunha Teixeira.

Antes, Alaby teve uma reunião com o presidente da Associação Empresarial de Itajaí, Mário César Aguiar, e com os vice-presidentes Nivaldo Pinheiro e Laerson Batista da Costa. “Nós conversamos sobre o escritório [da Câmara Árabe] em Itajaí e das oportunidades que ele pode abrir para as empresas da região do ponto de vista da certificação e das informações que a entidade pode oferecer”, declarou. Segundo ele, o escritório catarinense já está realizando cerca de 200 processos de certificação por mês.

Comércio

Alaby falou sobre a cultura de negociação no mundo árabe

As exportações de Santa Cataria aos países árabes somaram US$ 592,75 milhões no ano passado, um aumento de 15% sobre 2016, segundo dados apresentados por Alaby na palestra. Carne de frango é de longe o principal produto embarcado, afinal Santa Catarina é um dos principais estados produtores de aves do Brasil e o Oriente Médio é o maior mercado do frango brasileiro. Esta é uma das razões pelas quais a Câmara Árabe decidiu abrir um escritório em Itajaí, atendendo a uma demanda local.

Outros itens comercializados são madeira serrada, motores elétricos, bombas e compressores, e tabaco.

Na outra mão, Santa Catarina importou o equivalente a US$ 238,69 milhões dos países árabes em 2017, um crescimento de 43% em relação ao ano anterior. Os principais itens comprados são fertilizantes, pescados, plásticos e suas obras, alumínio e suas obras, e algodão.

Para falar com o escritório da Câmara em Itajaí, ligue para (47) 3075-0601 ou (47) 3075-0248.

Beatriz Ortega
Beatriz Ortega
Beatriz Ortega

Publicações relacionadas