Professora da USP vence prêmio de tradução árabe no Catar

Safa Jubran ganhou na categoria de tradução do árabe para o português. A professora da Universidade de São Paulo foi premiada em Doha.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – A professora da Universidade de São Paulo, Safa Alferd Abou Chahla Jubran, foi premiada em Doha, capital do Catar, neste domingo (08). Segundo informações do blog Orientalíssimo e do site da TV Al Jazeera, Jubran conquistou o Prêmio Sheikh Hamad de Tradução e Entendimento Internacional para tradução do árabe para o português.

Safa Jubran foi premiada em Doha, capital do Catar

Entre os critérios para escolher as obras, o prêmio elenca a relevância do trabalho, a precisão da tradução e o estilo da escrita. O prêmio foi criado em 2015 e distribui prêmios que somam US$ 2 milhões.

Os competidores são divididos em três categorias: Prêmios de Tradução, Prêmios para Entendimento Internacional e Prêmios Honorários. Esta última, escolhe anualmente diferentes idiomas para premiar, e este ano teve a língua portuguesa entre as selecionadas. Além de Jubran, a outra vencedora no idioma português foi Catarina Belo, da Universidade Americana do Cairo, no Egito.

Jubran nasceu no Líbano e veio para o Brasil na década de 1980. Ela se formou na USP e é professora efetiva da universidade no Departamento de Letras Orientais, sendo livre-docente em Língua Árabe desde 2010. Além de trabalhos acadêmicos, ela também atuou na tradução para o árabe de obras como “Dois Irmãos”, do escritor brasileiro com ascendência libanesa Milton Hatoum.

Safa e outro brasileiro, o professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Felipe Benjamin Francisco, participaram também do 6º Congresso de Tradução e Problemáticas da Compreensão Intercultural, organizado pelo Fórum de Relações Árabes e Internacionais do Catar. O evento ocorreu também na capital do Catar e reuniu acadêmicos de mais de 130 países.

Divulgação
Divulgação

Publicações relacionadas