Demanda por bens industriais caiu em setembro

Indicador Ipea Mensal de Consumo Aparente de Bens Industriais recuou 2,3% sobre agosto e 1,3% sobre o mesmo mês de 2017.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – O Indicador Ipea Mensal de Consumo Aparente de Bens Industriais recuou 2,3% em setembro sobre agosto, segundo pesquisa divulgada nesta quarta-feira (21) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O resultado do indicador, que mede a demanda por bens do setor industrial, foi puxada pela queda de 4% nas importações e 1,3% na produção brasileira na área.

Sobre o mesmo período no ano passado, a demanda por bens industriais caiu 1,8%. A queda de setembro sobre agosto ocorreu principalmente nos segmentos de bens de capital (-17,7%) e bens de consumo duráveis (-7,5%).

“Apesar da queda de setembro, o terceiro trimestre fechou com alta de 2,7% em relação ao trimestre anterior e de 4,1% em relação ao mesmo período de 2017”, disse o técnico de planejamento e pesquisa do Ipea e autor da análise, Leonardo Mello de Carvalho.

Divulgação

Publicações relacionadas