Embratur vai buscar redução de taxas aeroportuárias

Presidente da estatal anunciou que vai pleitear menores taxas para atrair mais voos internacionais para destinos turísticos brasileiros.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – O presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Gilson Machado Neto (foto), anunciou que, junto ao ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, vai pleitear a redução das taxas aeroportuárias no Brasil. Segundo nota divulgada pela Embratur nesta quinta-feira (22), os dois vão buscar de reunir com o presidente Jair Bolsonaro para tratar do tema.

A declaração foi feita nesta quarta-feira (21) na cerimônia de lançamento de três novos voos diretos partindo do Paraguai, Peru e Chile para Brasília (DF). “Não há turismo sem a aviação. Por isso, na Embratur, temos investido muito na procura de atrair novas companhias aéreas e aumentar o fluxo de voos com destino ao nosso país”, destacou Machado. Com a inclusão de novos voos internacionais, ele espera maior conectividade do exterior para os destinos turísticos brasileiros, o que deve dar novo impulso ao turismo.

De janeiro a março de 2019, o aeroporto de Brasília teve crescimento de mais de 30% no número de passageiros internacionais quando comparado ao mesmo período do ano anterior. “O fluxo foi de 170 mil passageiros de voos internacionais e 1.216 pousos e decolagens de aeronaves que realizam as rotas para o exterior”, afirmou a secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça, em nota divulgada pela Embratur. Mendonça destacou, ainda, a parceria estabelecida com a Embratur para participar de feiras de turismo no mercado internacional.

Divulgação

Publicações relacionadas