Empresas árabes se reúnem com supermercados brasileiros

Companhias que expõem no pavilhão da Câmara Árabe na feira Apas Show, em São Paulo, tiveram dia movimentado.

Bruna Garcia Fonseca
bruna.garcia@anba.com.br

São Paulo – A diretora executiva do Food Export Council do Egito (FEC), Manar Nasr, teve uma reunião com o Grupo Pão de Açúcar na manhã desta terça-feira (08). O FEC participa pela primeira vez da Apas Show, feira do setor de supermercados que ocorre esta semana, em São Paulo. No encontro, a entidade representou 12 das 13 empresas egípcias presentes no pavilhão da Câmara de Comércio Árabe Brasileira na mostra.

Manar Nasr, diretora executiva do Food Export Council do Egito

Nasr se mostrou otimista com o primeiro contato e está confiante de que os negócios irão se ampliar. “A Câmara Árabe tem nos dado um apoio fantástico para conseguirmos essas reuniões e esperamos fechar novos negócios aqui”, disse Nasr.

O Cônsul Comercial do Egito em São Paulo, Mohamed Elkhatib, esteve presente no estande árabe na Apas Show. Ele disse que, com o acordo de livre comércio Mercosul-Egito, os egípcios estão investindo mais nas exportações para o Brasil. “Ano passado trouxemos apenas duas empresas e, em 2016, apenas uma; esta é a feira mais importante do setor na região e, se tudo der certo, pretendemos trazer entre 20 e 25 empresas no ano que vem”, contou.

Empresas dos Emirados também contaram que tiveram reuniões pela manhã, como a Hunter Foods e a Chocodate, mas não quiseram divulgar maiores informações. O Cônsul dos Emirados Árabes Unidos em São Paulo, Ibrahim Alalawi, esteve no estande da Câmara Árabe e disse ter se impressionado com o tamanho da feira. Esta é sua primeira visita à Apas Show, já que ele está no Brasil há apenas oito meses.

“Os produtos brasileiros são de alta qualidade e queremos levar mais deles para os Emirados; nossos produtos também estão tendo ótima aceitação pelos brasileiros na feira e, com certeza, ano que vem traremos ainda mais empresas do nosso país para a Apas Show”, declarou.

Sudão

A Santos Import & Export Enterprises é a primeira empresa do Sudão a participar da Apas Show. O diretor geral, Khalid Ombada, espera começar a exportar para o Brasil. “O Sudão é o maior produtor de goma arábica, hibisco e sene do mundo e queremos passar a exportar diretamente ao Brasil, que atualmente compra nossos produtos a partir de outros países, como da Europa e Estados Unidos”, explicou.

Khalid Ombada, diretor geral da Santos Import & Export Enterprises

A goma arábica é utilizada pela indústria alimentícia como espessante e estabilizante para a produção de refrigerantes, bombons e balas. Já o hibisco é uma flor utilizada em chás e sucos, e frequentemente associada a dietas para emagrecimento, rica em vitaminas e fibras. A planta sene é usada em tratamentos para a constipação.

Ombada, que hoje vive no Sudão, morou por 12 anos no Brasil, fala bem o português e informou que sua empresa, além de vender produtos sudaneses no Brasil, compra produtos brasileiros como chuveiros elétricos da Fame e baterias Moura. “Também estamos buscando levar novos produtos ao Sudão.” Na tarde desta terça, Ombada se reuniu com Debora Lapa, gerente de exportação da Alibra, empresa brasileira de ingredientes para a indústria de alimentos e bebidas, para conhecer os produtos e possivelmente começar a distribuir no Sudão.

No estande

Também presente no estande árabe da Apas Show está a Al Foah Company, que já tem distribuição no Brasil pela importadora Di Biase e Presbiteris. A representante comercial da importadora, Lucia Carlessi, informou que a marca de produtos à base de tâmaras de Abu Dhabi, nos Emirados, está no Brasil desde dezembro e espera aumentar a distribuição pelo País. A Al Foah exporta para 48 países e está presente no Brasil em Natal, Brasília, Bahia e Minas Gerais, além de São Paulo.

Do Egito, a Spice Home exporta para o Brasil há quatro anos e está pela primeira vez na feira supermercadista. O proprietário da empresa, Zidan Abdelaziz, disse que espera ganhar uma maior fatia do mercado varejista este ano. “Exportamos ervas e especiarias em grandes volumes para empresas brasileiras que compram em pacotes grandes e empacotam em embalagens menores para revender nos supermercados”, explicou.

O Líbano está representado pela empresa Maxifour, que produz e distribui produtos libaneses como pães, pastas, molhos, temperos e especiarias no mercado brasileiro. Eles têm uma loja física na zona sul de são Paulo, que conta também com restaurante, e uma fábrica no centro da capital paulista. Já distribuem para redes supermercadistas como o Grupo Pão de Açúcar, e com a Apas buscam expandir o mercado e ampliar a rede de distribuição para atender outros estados brasileiros.

“Temos uma boa participação no mercado em São Paulo, a gente vende para o Brasil todo, mas fora de São Paulo ainda somos dependentes dos estados comprarem, pela questão do frete; portanto na feira acreditamos que vamos conseguir abranger um público maior e conseguir encontrar supermercadistas que estejam dispostos a investir mais nos produtos da culinária árabe”, disse o gerente nacional de vendas da marca, Alex Manjabosco. Segundo ele, o carro-chefe da Maxifour são os pães, e estes são produtos que perecem rapidamente e que necessitam de uma logística especial para distâncias maiores.

A feira supermercadista Apas Show vai até esta quinta-feira (10) e o estande da Câmara Árabe fica na rua G-11, no Pavilhão Branco do Expo Center Norte, em São Paulo. O endereço é Rua José Bernardo Pinto, 333, em São Paulo.

Sérgio Tomisaki/ANBA
Bruna Garcia/ANBA
Sérgio Tomisaki/ANBA
Sérgio Tomisaki/ANBA
Bruna Garcia/ANBA
Bruna Garcia/ANBA
Sérgio Tomisaki/ANBA
Sérgio Tomisaki/ANBA
Sérgio Tomisaki/ANBA
Bruna Garcia/ANBA
Rodrigo Rodrigues/Câmara Árabe

Publicações relacionadas