Fórum de investimentos de Dubai tem competição de startups

Annual Investment Meeting 2020 organiza competições em 72 países, incluindo o Brasil, para identificar as melhores startups locais. As empresas selecionadas participam da competição global, em Dubai, durante o evento em março.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – Mais de 250 startups se preparam para participar de competição do Annual Investment Meeting (AIM), que será realizada em paralelo à 10ª edição do fórum de investimentos que ocorre em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, de 24 a 26 de março. Na foto acima, a edição passada.

Uma série de competições nacionais de startups ocorrem em 72 países antes da seleção final em Dubai. A disputa é uma oportunidade para os empresários iniciantes mostrarem seus negócios e apresentarem ideias empreendedoras a um júri de especialistas nas áreas de gestão de negócios, empreendedorismo e tecnologia.

O concurso permitirá que os expositores utilizem a plataforma do AIM para se conectar e interagir com investidores e empresários regionais e internacionais durante o evento de três dias. Os vencedores receberão prêmios em dinheiro, além de obter informações e conselhos para ajudá-los a aumentar suas chances de receber financiamento inicial para seus projetos.

A disputa já começou em diversos países e foi concluída na República Tcheca e na Argentina. A próxima parada é o Chile, seguido por outros países a partir de fevereiro. O Brasil está entre os países participantes. Os vencedores de cada país serão convidados a participar da seleção final durante o AIM em Dubai e disputar um prêmio de US$ 50 mil.

Al Shezawi: AIM é oportunidade para startups

O presidente do Comitê Organizador do AIM 2020, Dawood Al Shezawi, disse em nota que “o AIM oferece uma oportunidade para as startups participantes aumentarem seu capital de risco em estágio inicial ou receberem financiamento inicial para começar um negócio ou expandir seu escopo, dado o papel crucial que as startups desempenham no fortalecimento de novas indústrias”.

Al Shezawi disse ainda que “os empreendedores representam um segmento significativo do mercado devido às suas habilidades de inovação e à capacidade de enfrentar os desafios do local de trabalho”.

O presidente destacou que os últimos números mostram um aumento sem precedentes no número de startups que devem garantir crescimento econômico e sustentabilidade, e afirmou que as startups ajudarão investidores que buscam novos projetos, bem como governos que buscam projetos para impulsionar suas economia.

O prêmio de startups do AIM inclui cinco categorias. A primeira seleciona uma empresa que tenha alcançado a maior taxa de crescimento entre todas as startups lançadas. A segunda categoria é sobre o impacto social. A startup que tiver o maior impacto na sociedade, usando um modelo de negócios sustentável e escalável é selecionada. Na terceira categoria o critério será de melhor uso da inovação. Uma empresa que utilize a mais recente tecnologia em seus negócios será selecionada.

A quarta categoria avalia o impacto climático e ambiental e selecionará a startup que tiver o maior impacto em preservar ou proteger o meio ambiente, enquanto a quinta categoria avalia a privacidade e a proteção de dados, e o prêmio será concedido à startup que ajudar o maior número de pessoas ou empresas a gerenciar e proteger seus dados privados.

De acordo com o relatório MENA Venture Investment Report, que avalia os investimentos na região do Oriente Médio e Norte da África (Mena, na sigla em inglês) no primeiro semestre de 2019, houve um aumento de 66% no financiamento total para 238 novos empreendimentos no valor de US$ 471 milhões em comparação com 2018. Em termos de setores, as fintechs mantêm a liderança como mais ativas, com 17% dos negócios realizados, seguidas pelo comércio eletrônico, com 12%, e entregas e transporte, com 8%.

O relatório aponta que 130 instituições investiram em startups baseadas na região do Oriente Médio e Norte da África, um aumento de 30% em comparação com o mesmo período de 2018, enquanto a participação de investidores estrangeiros na região representou 30% do total dos investimentos registrados no período em análise.

O Annual Investment Meeting reúne representantes de mais de 140 países, mais de 150 especialistas e cerca de 20 mil visitantes. O evento de três dias do Ministério da Economia dos Emirados é realizado todos os anos em Dubai.

 

Divulgação
Divulgação

Publicações relacionadas