Gibi infanto-juvenil tem personagem muçulmano

História em quadrinhos ‘Khalil e sua turma’ será lançada pela Fambras durante a Bienal do Livro de São Paulo. Publicação aborda islamofobia entre crianças.

Isaura Daniel
isaura.daniel@anba.com.br

São Paulo – Um gibi chamado “Khalil e sua turma” vai mostrar o cotidiano de um menino de religião muçulmana para abordar o tema da islamofobia, o preconceito contra os muçulmanos. A publicação será lançada pela Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (Fambras) na 25ª Bienal do Livro de São Paulo, que ocorrerá de 2 a 12 de agosto, no Parque de Exposições Anhembi, na capital paulista.

Voltado para o público infanto-juvenil, o gibi conta sobre Khalil, um pré-adolescente que adora jogar futebol e se divertir com os amigos do bairro, mas em momentos de conflito é ofendido com termos islamofóbicos. O roteiro traz o momento em que Khalil consegue dar a volta por cima da situação e mostrar aos amigos que o Islã é uma religião de paz e que ele é como qualquer outra criança, quer brincar e se divertir.

Gibi tem ilustrações de marroquina

“O gibi mostra, de forma bem-humorada, que todos são iguais, independentemente da religião que professam”, informa a Fambras em material divulgado. A entidade pretende, por meio da publicação, discutir o bullying religioso e outras formas de preconceito. De acordo com a Fambras, entre as crianças também há um estereótipo sobre a imagem dos muçulmanos, que precisa ser desfeito.

Quem criou a história foi o roteirista e cartunista brasileiro Rogério Mascarenhas, conhecido como Romahs, que faz trabalhos para a “Turma da Mônica”. Os desenhos foram feitos pela ilustradora marroquina Malika Dahil Aguiar, que mora no Brasil. Ainda não está definido o dia do lançamento oficial, que deverá ter a presença de Malika.

A publicação será distribuída de forma gratuita no estande que a Fambras terá na Bienal. O plano inicial da entidade era fazer apenas uma edição do gibi, mas a Fambras não descarta a possibilidade de publicar outros números.

No estande da Bienal, a Fambras vai entregar gratuitamente também outras publicações, que já são distribuídas  pela federação. Haverá ainda o lançamento de outro livro, “Discursos Diretos”, feito a partir do trabalho escolar da brasileira Ana Clara Sampaio, que pesquisou como os muçulmanos se sentem recebidos em diferentes países.

O estande da Fambras terá uma exposição apresentando algumas das invenções de muçulmanos e árabes que beneficiaram a humanidade nas áreas de astronomia, aviação, engenharia, arquitetura, matemática, entre outras.

O vice-presidente da federação, Ali Husseim El Zoghbi, participará do debate “Religião e Contemporaneidade”, sobre as diferentes religiões do mundo, no dia 8 de agosto, às 18h30, no espaço Arena Cultural. Vão falar também representantes de outras religiões.

Serviço:

Fambras na 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo
Estande J-098
03 a 12 de agosto de 2018
De segunda a sexta, das 9h às 22h; sábados e domingos, das 10h às 22h
Parque de Exposições Anhembi
Av. Olavo Fontoura, 1209, Santana – São Paulo

Divulgação
Divulgação

Publicações relacionadas