Loja de perfumes é reinaugurada com marca de luxo de Omã

A Al Zahra passou a se chamar Al Ward e agora também comercializa produtos da omanita Amouage, além de artesanato e objetos de decoração orientais.

Isaura Daniel
isaura.daniel@anba.com.br

São Paulo – A loja de perfumaria árabe Al Zahra passou a se chamar Al Ward e foi reinaugurada na semana passada com ampliação da gama de produtos e o início da comercialização de uma marca de luxo de perfumes de Omã, a Amouage. A unidade fica no bairro dos Jardins, na capital paulista, e pretende ser, nessa nova fase, também um espaço de cultura árabe. O local ganhou produtos de decoração e terá um café de estilo árabe.

Loja vende marcas de perfumes árabes em SP

A loja foi fundada pela arquiteta e empresária brasileira Julia de Biase há cerca de cinco anos. Num espaço bem ambientado a empreendedora comercializa a sua própria marca de perfumes, com o mesmo nome que já foi da loja, Al Zahra, com ingredientes naturais e orientais como âmbar, baunilha, jasmin e almíscar. A marca passou a ter creme para o corpo, o que foi lançado junto com a ampliação da unidade.

A Al Ward vende também marcas de perfumes do Bahrein, a Asgharali, e dos Emirados, a Hamid. Agora a omanita Amouage ganhou uma galeria exclusiva e em evidência no estabelecimento.  De acordo com Julia, trata-se de uma das maiores marcas de perfumes de luxo do Oriente Médio, bem conhecida dentro da Europa e dos países árabes. Os frascos são em cristal, com tampas em cristal swarovski e detalhes em ouro 24 quilates.

Os aromas utilizados pela Amouage são os mesmos da base da perfumaria árabe, como sândalo, oud, açafrão e âmbar, com mistura de ingredientes franceses e ocidentais. Julia descreve o frasco como uma obra de arte. Os preços partem de  R$ 1.700 e vão até R$ 2.100. “Quem conhece de perfume, de nicho, vai conhecer, vai querer a marca”, diz Julia, sobre a possibilidade de sucesso da Amouage no Brasil.

Julia: segundo andar com itens de decoração

A Al Ward tem dois andares. No primeiro, onde já ficavam expostos os perfumes, foi colocada também uma galeria com rosas para venda da marca Giuliana Flores. O nome antigo da loja quer dizer “flor” em árabe e o novo nome quer dizer “rosa”. O primeiro andar vai ganhar, em uma semana, um café com decoração marroquina. Serão servidos café árabe e turco, além de quitutes, como bolos e salgados, feitos com tâmaras. Em outro dos seus negócios, Julia importa tâmaras de Dubai.

No segundo andar são vendidos objetos de decoração e artesanato importados dos Emirados Árabes Unidos, Marrocos, Turquia e Índia. “Após quase quatro anos e meio tive o insight de trazer, por causa da necessidade dos meus clientes e das minhas clientes, a cultura, o mundo árabe para dentro do Brasil”, diz Julia.

Assim a empresária criou toda uma ambientação oriental no segundo andar da loja com os produtos que estão à venda, que são tapetes, lenços, kaftans, pratos decorados, cerâmicas, babuches, luminárias, lustres, entre outros. Tudo é muito colorido. O local foi decorado com frases em árabe, incluindo trechos do Alcorão. “Quero que pessoas entendam que o mundo árabe tem uma cultura riquíssima que não pode ser esquecida”, diz Julia.

Contato:

Al Ward
Site: http://www.itsalzahra.com/
Telefone: +55 (11) 3857-7523

Isaura Daniel/ANBA
Isaura Daniel/ANBA
Isaura Daniel/ANBA

Publicações relacionadas