Marca dos Emirados inova com chocolate rosa

Lançado no fim de 2017 no mercado asiático, o chocolate Ruby ganhou o mundo no ano passado e em dezembro, a empresa emirati Chocodate, que produz tâmaras cobertas com chocolate, desenvolveu sua versão.

Bruna Garcia Fonseca
bruna.garcia@anba.com.br

Dubai – Considerada por alguns a maior inovação na indústria do chocolate em oitenta anos, sem aditivos, corantes ou aromatizantes, o chocolate Ruby é naturalmente rosa e foi descoberto e patenteado pela chocolateria belga Barry Callebaut. A empresa trabalhou ao longo de treze anos para mapear o DNA das sementes de cacau que pudessem ter a coloração, que é como uma mutação genética do cacau. A novidade já está sendo explorada nos Emirados.

Os grãos saem do Brasil e da Costa do Marfim em sua maioria, e são selecionados em laboratório. “Não há mutação genética, o grão Ruby é totalmente natural e essa é a beleza desse chocolate”, disse a gerente de marketing da Barry Callebaut para Oriente Médio e África, Marjorie Bourdon. A chocolateria afirma que este é o quarto tipo de chocolate existente no mundo, depois do ao leite, branco e amargo. Segundo Bourdon, foi preciso desenvolver técnicas para que a cor permanecesse no processo de fabricação do chocolate, e também para trabalhar o produto na cozinha, pois ele pode perder a coloração rosada em altas temperaturas.

O chocolate Ruby foi apresentado no mercado asiático no final de 2017 e a marca Kit Kat foi a primeira a utilizá-lo, com exclusividade de um ano. Ano passado, ele ganhou o mundo em outros formatos, e em dezembro, a Chocodate, marca dos Emirados, lançou sua tâmara recheada de amêndoa e coberta com o chocolate cor de rosa. O produto foi finalista na categoria de inovação da Gulfood 2020, que ocorreu em fevereiro, em Dubai, onde foram feitas as entrevistas para esta reportagem.

A gerente de marketing da Chocodate, Mandeep Suri, disse que o produto já está sendo vendido nos Emirados, na Arábia Saudita, no Canadá e em Taiwan. No Brasil, a Chocodate Ruby ainda não chegou, mas os outros tipos são encontrados no Zaffari, rede de supermercados gaúcha.

Além da cor da moda, o “Millennial Pink”, o sabor do chocolate Ruby é outro diferencial do produto. “Tem uma acidez, uma citricidade”, disse Suri. “Tem um sabor de frutas vermelhas, um frutado intenso e notas de acidez e frescor”, acrescentou Bourdon.

O preço das tâmaras tradicionais Chocodate, com chocolate ao leite, é de 10 dirham por 100g (R$ 13,60 pela cotação atual). As tâmaras Ruby beans da Chocodate custam 13 dirham pela mesma quantidade (R$ 17,70). A versão cor de rosa vem também em pacotes de 250 gramas. “Planejamos fazer outros tamanhos, embalagens menores para presentear, uma caixinha a 5 dirham (R$ 6,80). Percebemos que há um interesse global, as pessoas estão dispostas a experimentar”, disse Suri.

 

 

Bruna Garcia/ANBA
Bruna Garcia/ANBA
Bruna Garcia/ANBA
Bruna Garcia/ANBA

Publicações relacionadas