Tráfego de passageiros cresce mais no Oriente Médio

Em outubro, a demanda entre as companhias aéreas avançou 5,9% na região, acima do crescimento global de 3,4%, de acordo com a IATA.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – As companhias aéreas do Oriente Médio foram as que registraram maior crescimento no tráfego de passageiros em outubro do que qualquer outro mercado, de acordo com informações divulgadas pela Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA, na sigla em inglês) nesta quinta-feira (05). A demanda de viajantes cresceu 5,9% na região, acima da taxa global.

Mundialmente, o tráfego de passageiros avançou 3,4% em relação a outubro do ano passado, de acordo com o relatório. O crescimento na demanda global de passageiros ficou abaixo das perspectivas do setor a longo prazo devido à contração do comércio e à desaceleração econômica global, o que afetou a demanda de viagens na maioria das regiões, disse a associação. Em setembro, a demanda de passageiros cresceu 3,9%.

A capacidade global de passageiros (assentos disponíveis por quilômetro) aumentou 2,2% em outubro, enquanto o fator de carga, uma medida da utilização da capacidade pelas companhias, subiu 0,9%, para 82%, um recorde para o mês. No Oriente Médio, a capacidade aumentou 0,3% e o fator de carga aumentou 3,9%, para 73,5%.

O tráfego das companhias aéreas africanas subiu 1,8% em outubro, mantendo o crescimento de setembro. A desaceleração econômica na África do Sul foi um fator que pesou sobre a moderação no crescimento.

Na América Latina, a demanda caiu 0,6% em outubro em comparação com o mesmo mês do ano passado. Foi o desempenho mais fraco em nove anos, motivado por deterioração das condições econômicas e crescente agitação social e política em algumas das principais economias da região.

*Com informações do jornal The National.

Nicolas Economou/NurPhoto/AFP

Publicações relacionadas