País quer aumentar exportação de feijão

Ministério da Agricultura do Brasil lançou plano de desenvolvimento do setor, que tem entre metas exportar mais feijões. Em 2017, foram vendidas 106 mil toneladas ao mercado internacional.

Agência Brasil
pauta@ebc.com.br

São Paulo – O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) lançou nesta quarta-feira (20) o Plano Nacional para o Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Feijão e Pulses. Foi assinada portaria que define o plano e cria comitê gestor para fomentar a atividade, tendo entre os objetivos aumentar produção e exportação do setor.

O Brasil exportou no ano passado 106,3 mil toneladas de feijão, e a meta é que o volume suba para 500 mil toneladas anuais até 2028, incluindo lentilha, grão de bico e ervilha. Também são objetivos ampliar o consumo de feijão dentro do País e aumentar em 20% a produção de variedades diversificadas de pulses para os mercados interno e externo. A produção de feijão foi de  3,3 milhões de toneladas na última safra.

A iniciativa é resultado de parceria entre o Mapa e entidades do setor lideradas pelo Conselho Brasileiro do Feijão e Pulses (CBFP) e pelo Instituto Brasileiro do Feijão e Pulses (Ibrafe).

Mateus Pereira/AGECOM

Publicações relacionadas