Portos brasileiros movimentam 249 milhões de toneladas

Movimentação nos portos públicos do País cresceu 3,2% no primeiro trimestre, mas nos terminais privados houve queda de 2,3%.

Agência Brasil
pauta@ebc.com.br

Brasília – A movimentação de cargas nos portos públicos brasileiros cresceu 3,2% no primeiro trimestre de 2018 e nos terminais privados houve uma queda de 2,3% no mesmo período. Os dados constam do boletim informativo Aquaviário do 1º Trimestre de 2018, divulgado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

De acordo com a Antaq, o total de cargas movimentadas no primeiro trimestre foi de 249,2 milhões de toneladas no período, dos quais 84,1 milhões nos terminais públicos e 165,1 nos privados. O resultado geral representa queda de 0,5%, cerca de 1,2 milhão de toneladas, em relação ao primeiro trimestre de 2017.

O granel sólido continuou com participação significativa na movimentação de cargas do País, representando 61,8% do total do período. O granel líquido e gasoso vem em seguida, com 22,1% do total de cargas. Em terceiro lugar aparecem os contêineres, com 10,6% do volume total transportado. As demais cargas somam 5,5%

Entre os grupos de mercadorias de maiores movimentações no primeiro trimestre de 2018, o destaque é para o minério de ferro, com 87,5 milhões de toneladas. Em segundo lugar vem o petróleo, com 48,7 milhões de toneladas e decréscimo de 1,1%. Outros destaques no primeiro trimestre de 2018 foram o milho e a soja.

Destinos

Em relação ao total de cargas exportadas, a China aparece como o principal destino com 47,2% do total de cargas exportadas. No primeiro trimestre de 2018, os portos brasileiros transportaram 68,9 milhões de toneladas para o país asiático. Em seguida vem a Malásia com 5,1% do total de cargas e 7,4 de toneladas exportadas. Em terceiro lugar vem a Holanda com 4,8% das cargas exportadas, um volume de 7 milhões de toneladas.

 

Appa

Publicações relacionadas