Show no vão livre do Masp terá cantora argelina

Yousra Boudah, da Argélia, vai se apresentar na terça-feira (26) com grupo que reúne artistas de dez países. Eles participam do Festival Internacional Ethno Brazil, no interior paulista, desde o último final de semana.

Bruna Garcia Fonseca
bruna.garcia@anba.com.br

São Paulo – Em clima de festa entre nações durante a Copa do Mundo Rússia 2018, o vão livre do Masp (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand), na capital paulista, recebe na próxima terça-feira (26) o show de encerramento do grupo que integra o Festival Internacional Ethno Brazil, que reúne 25 artistas de dez países, entre eles a Argélia. Também há artistas da Argentina, Alemanha, Brasil, Chile, Colômbia, Congo, França, Japão e Moçambique.

A celebração da diversidade de culturas e ritmos é o que move a orquestra formada jovens de 18 a 30 anos, com um repertório de canções multicultural. O festival está acontecendo desde o dia 17 em uma residência no interior de São Paulo, na Fazenda Serrinha, em Bragança Paulista. Juntos, os músicos participantes do Ethno fazem workshops partilhando conhecimento, ensinando uns aos outros as canções tradicionais de seus países. Esta é a primeira edição brasileira do evento criado pela ONG Jeunesses Musicales International (JMI), e no País, a organização é do Amigos do Guri, gestora do Projeto Guri.

Músicos reunidos no Festival Ethno Brazil, no interior paulista

Representando o mundo árabe está a cantora argelina Yousra Boudah. Em entrevista à ANBA por e-mail, ela contou que veio de Argel, capital da Argélia, especialmente para o festival, e que esta é sua primeira vez no Brasil. É cantora profissional, compositora e intérprete há 11 anos em seu país e já participou do Festival Ethno na Alemanha.

“Foi uma experiência muito boa [na Alemanha], conheci alguns brasileiros daqui de São Paulo e adorei a cultura brasileira e quis saber mais sobre ela, porque percebi que a cultura brasileira e a africana são muito próximas; temos a mesma energia e é isso que eu queria vivenciar, além de aprender muito por aqui, é claro”, disse a artista.

Entre os artistas também estão a violonista francesa Louise Calzada, o congolês Mabiala Nkombo, a percussionista da Orquestra Mundana Refugi, Aria Rita Waengertner Pires, e a mato-grossense Estela Ceregatti, além do acordeonista Gabriel Levy e da violonista alemã Katryn Doehner.

Além da apresentação no Masp, na capital paulista, a orquestra irá se apresentar também em Bragança Paulista nesta sexta-feira (22), às 19h; em São José dos Campos no domingo (24), às 10h; e em Taubaté na segunda-feira (25), às 15h. Todas as apresentações são gratuitas. Para mais informações, acesse o site do festival.

Serviço
Show Ethno Brazil
26 de junho, terça-feira, às 18h
Vão livre do Masp
Av. Paulista, 1578
Grátis

 

 

Divulgação/Facebook
Divulgação

Publicações relacionadas