Tunísia tem déficit comercial maior

Saldo negativo somou US$ 810 milhões no primeiro bimestre, um aumento de 11% sobre o mesmo período de 2018. Exportações e importações cresceram.

Da Redação
anba@anba.com.br

Túnis – O déficit da balança comercial da Tunísia somou 2,46 bilhões de dinares tunisianos (US$ 810,5 milhões) em janeiro e fevereiro, um aumento de 11% sobre o primeiro bimestre do ano passado, segundo informações do Instituto Nacional de Estatísticas do país publicadas nesta sexta-feira (08) pela agência de notícias TAP.

O país registrou saldos comerciais negativos significativos com a China, Turquia, Itália, Argélia e Rússia, mas ao mesmo tempo houve superávits no comércio com a França, Líbia e Marrocos.

As exportações tunisianas chegaram a 7,72 bilhões de dinares (US$ 2,54 bilhões), um crescimento de 16,7% em relação aos dois primeiros meses de 2018. Ocorreu aumento nas vendas de fosfato e derivados, combustíveis fósseis, da indústria de transformação, das indústrias mecânica e elétrica, e do ramo de têxteis, confecções e couros.

Já as importações totalizaram 10,18 bilhões de dinares (US$ 3,35 bilhões), um avanço de 15,3% na mesma comparação. Houve acréscimo nas compras de bens de capital, matérias-primas, produtos semimanufaturados e combustíveis.

A União Europeia absorveu 74,6% do total das exportações tunisianas e respondeu por 52,4% das vendas ao país árabe.

Fethi Belaid/AFP

Publicações relacionadas