Arábia Saudita impulsiona produção da Opep

Organização dos Países Exportadores de Petróleo aumentou produção em 35 mil barris por dia em maio. Apenas na Arábia Saudita ela cresceu em 85,5 mil barris.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – A Arábia Saudita foi o país que impulsionou o aumento de produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) em maio, segundo relatório divulgado pelo organismo nesta terça-feira (12). A produção dos países integrantes do grupo cresceu em 35 mil barris por dia (bpd) e ficou em 31,8 milhões de bpd.

Os sauditas aumentaram a sua produção de petróleo em 85,5 mil barris por dia, enquanto que outros produtores, como Nigéria, Venezuela e Líbia, a cortaram.

Um acordo em vigor desde o começo de 2017 pede que membros da Opep reduzam a produção para conter o excesso de oferta que achatou os preços do petróleo desde 2014. A medida já surtiu efeito sobre os preços. O pacto termina ao final de 2018, mas uma reunião da Opep em 22 de junho já deve discutir possível ampliação na oferta.

Além do acordo do ano passado, também questões geopolíticas – do Irã e Venezuela – têm elevado os preços do petróleo nos últimos meses. “Quedas nos estoques de petróleo bruto, uma demanda saudável e desdobramentos geopolíticos têm sustentado essa tendência de alta”, diz o relatório da Opep.

Marwan Naamani/AFP

Publicações relacionadas