Balança comercial teve superávit de US$ 1,2 bilhão

Brasil registrou exportações de US$ 4,7 bilhões e importações de US$ 3,4 bilhões na terceira semana de abril.

Bruna Garcia Fonseca
bruna.garcia@anba.com.br

Brasília A balança comercial brasileira teve superávit de US$ 1,217 bilhão na terceira semana de abril, resultado de US$ 4,701 bilhões em exportações e US$ 3,484 bilhões em importações. No mês, as exportações totalizaram US$ 14,504 bilhões e as importações, US$ 9,962 bilhões, um saldo positivo de US$ 4,541 bilhões. No acumulado do ano, as vendas externas foram de US$ 68,87 bilhões e as compras, de US$ 50,38 bilhões, com superávit de US$ 18,49 bilhões.

A média das exportações na terceira semana foi de US$ 940,3 milhões, 4,1% a menos que a média registrada até a segunda semana (US$ 980,2 milhões).

O motivo foi a queda nas exportações das três categorias de produtos. Houve recuo de 6% nas vendas de itens básicos como milho, petróleo em bruto, minério de cobre e carnes bovina, de frango e suína, e de 5,7% nos semimanufaturados, em função do alumínio em bruto, madeira em estilhas ou partículas, óleo de soja em bruto, manufaturados de ferro e aço e madeira serrada ou fendida.

No caso dos manufaturados, a queda foi de 0,7%, impulsionada por torneiras e válvulas, fio-máquinas e barras de ferro e aço, motores, geradores e transformadores elétricos, polímeros plásticos e automóveis de passageiros.

Houve crescimento de 7,6% nas importações, comparando a média da terceira semana, de US$ 696,8 milhões, com a média das suas primeiras semanas de abril, que foi de US$ 647,8 milhões. O aumento se deu, principalmente, pelo maior gasto com aeronaves e peças, combustíveis e lubrificantes, cereais e produtos da indústria de moagem, instrumentos de ótica e precisão e químicos orgânicos e inorgânicos.

 

Divulgação/Porto de Itajaí

Publicações relacionadas