Descendentes vão ao Líbano conhecer origens

Excursão ‘Eu Amo o Líbano’ levará 75 pessoas do Brasil, a maioria descendente de libaneses, para o país árabe na metade de julho.

Isaura Daniel
isaura.daniel@anba.com.br

São Paulo – Na metade do próximo mês, um grupo com 75 pessoas do Brasil desembarca no Líbano para conhecer de perto as suas origens, como parte da excursão “Eu Amo o Líbano”. A iniciativa está na quinta edição e costuma levar um número expressivo de brasileiros, a maior parte descendente de libaneses, para visitar o país árabe (a foto acima é da última viagem). As inscrições estão abertas até o dia 05 de julho ou até que se esgotem as vagas, caso isso ocorra antes desta data.

“Acredito que seja o maior grupo de brasileiros, a grande maioria descendentes de libaneses, (a viajar) de uma só vez e por tantos dias juntos”, conta Luciano Aschkar, fundador do grupo Eu Amo o Líbano e proprietário da Líbano Tour Agência de Viagens, que organiza a viagem. Serão dez dias de roteiro, com passeios em dois ônibus e guia credenciado falando em português. A saída do Brasil será em 15 de julho e o retorno do Líbano em 31 de julho.

O grupo vai conhecer locais de turismo no Líbano e ainda terá programação especial, como uma palestra com o escritor e pesquisadora brasileiro Roberto Khatlab, que é diretor do Centro de Estudos e Culturas da América Latina (Cecal) da Universidade Saint-Esprit de Kaslik (Usek), no dia 23 de julho. Também haverá um jantar com músicas e danças típicas, no dia 29 de julho, na cidade de Bikfaya.

Estão no roteiro, por exemplo, a visita às ruínas romanas em Baalbek, à Mesquita Saidat Haula, ao Centro Cultural e Gastronômico de Zahle, ao Monumento de Nossa Senhora de Najat, à Vinícola Ksara, ao Palácio Beiteddine, ao Lago Qaraoun, ao Museu do Sabão, ao Castelo de Sidon, ao Museu Nacional, à Catedral de São Jorge, à baía de Zaytunay, ao Museu do Poeta Gibran Khalil Gibran, ao Museu de Cera, à Gruta de Jeita e caminhada por cedros.

A programação é extensa e inclui desde pontos religiosos, como locais importantes da história do Cristianismo e igrejas famosas, até pontos históricos, locais de compras, de natureza e com atrações gastronômicas. Haverá dias com programação livre para que os turistas possam fazer suas próprias agendas.

O grupo vai ficar no hotel resort Coral Beach – cinco estrelas-, em Beirute, a capital. O preço do pacote é US$ 1.980 por pessoa para casal ou dupla, e US$ 2.850 individual. O valor inclui hotel com café da manhã, os passeios durante dez dias, todos os traslados e o jantar de confraternização. O preço não inclui a passagem aérea.

A excursão se chama Eu Amo o Líbano porque é uma iniciativa de um grupo virtual com o mesmo nome, que tem cerca de 30 mil seguidores nas redes sociais. Ele foi criado há sete anos para divulgar o Líbano em seus vários aspectos. “Cresceu muito rapidamente e cresce em quantidade todos os dias”, afirma Aschkar sobre o grupo.

Além das trocas de informações e contatos pela internet, já foram realizados encontros de membros do grupo em várias cidades do Brasil, como São Paulo, Rio de Janeiro, Campos de Goytacazes, São José do Rio Preto, Uberlândia, Santos, São Roque, com participação média de 250 pessoas em cada um deles.

Aschkar conta que a ideia das excursões nasceu logo depois da criação do “Eu Amo o Líbano”. Em 2013 foi realizada a primeira viagem ao Líbano, com 20 participantes. Na edição do ano passado o número já estava em 67 turistas.

O fundador do grupo, que é advogado, atualmente o administra em conjunto com outras pessoas da colônia, como o empresário Aly Abou Saleh, a empresária Rosana Issa El Baba, a turismóloga Gianna Banat, a médica Raja Aref Reda, o comerciante Salheh Youssef Kader, a farmacêutica Leila Ataya e o comerciante Salah Mohamad Ali.

Serviço:

5ª Excursão Eu Amo o Líbano
De 15 a 31 de julho de 2018
do Brasil ao Líbano
Mais informações e inscrições:
Email: libanotour@hotmail.com
Whatsapp  17 997 35 5556

Divulgação

Publicações relacionadas