Produção de veículos cresce no Brasil, mas emprego cai

Foram fabricadas 276 mil unidades em maio, um aumento de 30% sobre o mesmo mês do ano passado. Número de trabalhadores da indústria automotiva recuou 1,8% na mesma comparação.

Agência Brasil
pauta@ebc.com.br

São Paulo – A produção de veículos no Brasil teve alta de 29,9% em maio em comparação com o mesmo mês de 2018. Segundo dados divulgados nesta quinta-feira (06) pela Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), foram fabricadas 275,7 mil unidades no mês passado. Em relação a abril de 2019, o crescimento foi de 3,1%.

O presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, disse que o crescimento expressivo em maio de 2019 ocorreu devido à comparação com um mês ruim para a indústria, que foi maio de 2018, em função da greve dos caminhoneiros, que paralisou o transporte rodoviário de cargas no País. “Parte desse crescimento é porque a base de maio do ano passado teve oito dias de impacto”, disse.

No acumulado de janeiro a maio, o setor registrou uma expansão de 5,3% em comparação com os primeiros cinco meses de 2018. Foram 1,24 milhão de veículos.

Exportações

Já as exportações caíram 30,7% no mês passado em comparação com maio de 2018. Foram vendidas para o exterior 60,8 mil unidades. De janeiro a maio, foram embarcados para outros países 181,6 mil veículos, uma queda de 42,2% em relação aos primeiros cinco meses do ano passado. De acordo com o presidente da Anfavea, as vendas para o exterior continuam sofrendo o impacto da retração do mercado argentino, principal comprador dos carros brasileiros.

Emprego

Apesar do crescimento da produção, o número de pessoas trabalhando na indústria automotiva registrou retração de 1,8% em maio na comparação com o nível de emprego do mesmo mês de 2018. O último balanço aponta para 130 mil pessoas empregadas no setor, uma ligeira queda (0,2%) em relação a abril.

Asscom/Appa

Publicações relacionadas