Safra brasileira de milho pode ser a 2ª maior da história

Conab prevê que a produção do grão pode chegar a 95 milhões de toneladas no ciclo 2018/2019.

Agência Brasil
pauta@ebc.com.br

Brasília – A safra de grãos 2018/2019 deve ter a segunda maior colheita de milho, com 95 milhões de toneladas. O milho impulsionou a produção de grãos no Brasil, que pode chegar a 236,7 milhões de toneladas, 900 mil abaixo do recorde registrado em 2016/2017.

As estimativas foram divulgadas hoje nesta quinta-feira (09) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) no 8º Levantamento da Safra de Grãos 2018/2019. A soja continua sendo a principal escolha dos produtores, com colheita prevista de 114,3 milhões de toneladas. A produção de algodão pode chegar a 2,7 milhões de toneladas de pluma.

O plantio das culturas de inverno deve se intensificar a partir deste mês. A estimativa da Conab é de que o trigo, principal grão cultivado, ocupará área de aproximadamente 2 milhões de hectares, o que representa redução de 68 mil hectares em relação à safra anterior.

“Essa diminuição se deve ao receio dos produtores quanto a problemas enfrentados na safra passada, em relação à produtividade do trigo”, diz o levantamento.

No Rio de Janeiro, o Instituto Brasileiro Geografia e Estatística (IBGE) divulgou as estimativas de safra de cereais, leguminosas e oleaginosas neste ano, que deve chegar a 231,5 milhões de toneladas. Caso a previsão se concretize, a produção será 2,2% maior que a de 2018. O IBGE utiliza o ano civil, já a Conab, o ano-safra.

A estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de abril do instituto é 0,6% maior em relação à última previsão, feita em março.

Entre as três principais safras de grãos, apenas o milho deverá ter crescimento em relação a 2018 (12,6%). A soja deverá queda de 4,4% e o arroz, de 10,6%.

Elza Fiúza/Agência Brasil

Publicações relacionadas