Tempo de verde e amarelo no Líbano

Assim que a Copa do Mundo 2018 começou, as cores da seleção brasileira foram aparecendo em Beirute. País árabe tem torcida forte para o Brasil e grupo local organiza eventos para brasileiros torcerem juntos em Beirute.

Isaura Daniel
isaura.daniel@anba.com.br

São Paulo – Quando é época de Copa do Mundo, o Líbano fica mais verde e amarelo por causa da seleção brasileira. Também aparecem pelas ruas cores de referência de outros times e países que disputam a competição, como Alemanha, mas o Brasil é um dos times preferidos dos libaneses quando o assunto é futebol. “A maioria é Brasil”, diz a brasileira que vive no Líbano, Karla Rizk Jaalouk, que preside o Grupo Amizade Brasil no Líbano, sobre as torcidas locais.

Brasileiros reunidos no restaurante Outdoor

O grupo promove eventos para a comunidade brasileira, conhecidos e familiares, para torcer durante a Copa. No primeiro jogo da seleção brasileira, no domingo, 17 de junho, cerca de 150 pessoas se reuniram no terraço do restaurante Outdoor, em Beirute, para acompanhar a disputa. Teve decoração brasileira, caipirinha, sambistas e músico tocando percussão. Os convites disponibilizados acabaram em pouco tempo, de acordo com Karla.

No segundo jogo da seleção brasileira na Copa, em função de ter ocorrido numa sexta-feira, dia de trabalho no Líbano, e em horário diurno, não foi feita ação. Mas para o jogo desta quarta-feira (27), que ocorrerá num horário que já será noite no Líbano (21 horas em Beirute), está previsto novo encontro dos brasileiros para torcer no terraço do restaurante Outdoor. “Os convites se esgotaram em menos de 24 horas”, conta Karla.

Sambista animou local no jogo contra Suíça

No Líbano, as pessoas têm o costume de enfeitar seus carros com as cores dos times para os quais torcem na Copa.  “O meu carro é todo enfeitado, as pessoas buzinam”, conta Karla sobre as saudações carinhosas e festivas que está recebendo durante os jogos da Rússia. Além das ações promovidas pelo grupo de Karla, há outras iniciativas pelo país de junção de torcidas para ver os jogos, como no Vale do Bekaa, que abriga grande comunidade brasileira.

A presidente do Grupo Amizade Brasil no Líbano acredita que depois do Brasil, a segunda maior torcida entre os libaneses durante a Copa é para a Alemanha. De acordo com a brasileira, vários restaurantes abrem as portas no Líbano para as torcidas de diferentes países durante a Copa do Mundo. “Aqui eles esperam muito a Copa do Mundo”.

Algumas integrantes do grupo com torcida

O grupo vai esperar o cronograma dos próximos jogos da seleção do Brasil para organizar novas ações. A ideia é, inclusive, reservar um espaço maior, para comportar mais pessoas, nas próximas disputas. O Brasil é o líder da chave que integra na Copa e precisa apenas de um empate para passar do jogo com a Sérvia para as oitavas de final.

O Grupo Amizade Brasil no Líbano foi criado há mais de 20 anos e é o maior grupo da comunidade brasileira no país árabe, segundo a sua presidente. O objetivo da iniciativa, que é filantrópica, é promover a integração entre brasileiros que vivem ou chegam no Líbano. Também são promovidas ações sociais no país árabe. Uma das últimas foi a arrecadação de bengalas para doação a uma ONG que trabalha com crianças cegas.

Outdoor Restaurant
Outdoor Restaurant
Outdoor Restaurant
Divulgação

Publicações relacionadas