Embaixador conclui missão no Brasil e volta à Jordânia

Malek Twal destaca ações nas relações bilaterais dos países nos últimos cinco anos. O diplomata vai, agora, trabalhar no Ministério das Relações Exteriores da Jordânia.

Thais Sousa
tsousa@anba.com.br

São Paulo – O embaixador da Jordânia no Brasil, Malek Eid Otalla Twal, concluiu nesta sexta-feira (15) sua missão no cargo e retorna ao seu país de origem. O diplomata chegou ao Brasil no começo de fevereiro de 2014 e ficou por cinco anos à frente da embaixada. Anteriormente, ele trabalhou em países como Alemanha, França, Itália, Áustria e Rússia.

Agora, o diplomata se prepara para assumir novas funções em seu país. “Estou retornando para o Ministério das Relações Exteriores da Jordânia e eu espero ficar encarregado de promover as relações bilaterais entre Jordânia e Brasil”, revelou por e-mail à ANBA.

No período em que atuou no Brasil, o embaixador afirmou que viu crescimento das relações bilaterais. Ele cita entre as ações neste tempo o alto nível do debate político, a visita do ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes à Jordânia em março do ano passado, a visita do Ministro da Defesa em dezembro de 2017, as viagens ao seu país de líderes da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, o Fórum Econômico Brasil-Países Árabes e a visita de parlamentares da Jordânia a São Paulo.

O Fórum Econômico Brasil-Países Árabe foi realizado em abril do ano passado na capital paulista, promovido pela Câmara Árabe, e reuniu ao redor de 800 pessoas, entre elas 100 representantes de países árabes. O diplomata Twal participou do encontro, assim como empresários e representantes vindos da Jordânia, entre eles o presidente da Câmara de Comércio do país, Nael Kabariti, também no papel de presidente da União Geral das Câmaras Árabes.

Em setembro do ano passado o presidente da Câmara Árabe, Rubens Hannun, e o diretor-geral da alfândega jordaniana, Abdul Majid Al Rahamnah, assinaram em Amã o primeiro acordo para implementar a certificação digital nas exportações do Brasil à Jordânia. Em 2018, as exportações do Brasil ao país árabe cresceram 18% e somaram US$ 264 milhões. Foram vendidos principalmente carnes bovina e de frango, milho e café. As vendas de produtos jordanianos ao mercado brasileiro também avançaram, em 10%, e ficaram em US$ 8,2 milhões. Elas foram principalmente de adubos.

Antes de retornar à Jordânia, o embaixador foi homenageado em despedida no Itamaraty e na Embaixada da Palestina em Brasília, cujo embaixador é Ibrahim Alzeben, também decano do Conselho dos Embaixadores Árabes no Brasil. Na despedida na embaixada estiveram presentes o presidente da Câmara Árabe e o secretário-geral, Tamer Mansour.

Rodrigo Rodrigues/ANBA

Publicações relacionadas