Líbano quer empresas brasileiras em projetos bilionários

O ministro da Economia e Comércio do país, Raed Khoury, pediu ao presidente da Câmara Árabe, Rubens Hannun, para organizar uma missão comercial e explorar oportunidades em empreendimentos financiados pelo Banco Mundial.

Bruna Garcia Fonseca
bruna.garcia@anba.com.br

São Paulo – O ministro da Economia e Comércio do Líbano, Raed Khoury (ao centro na foto acima), pediu para a Câmara de Comércio Árabe Brasileira organizar uma missão de empresários brasileiros ao país árabe em 2019, com foco em projetos de infraestrutura e construção que são financiados pelo Banco Mundial. Estes empreendimentos somam US$ 11,8 bilhões em investimentos e estão divididos entre setores de construção, tratamento de água, saneamento básico, energia, e petróleo e gás.

O tema foi discutido durante visita do presidente da Câmara Árabe, Rubens Hannun (esq. na foto), a Beirute em 18 e 19 de setembro, acompanhado de Tamer Mansour, assessor da presidência da entidade para assuntos estratégicos.

Segundo Mansour, Khoury pediu também ao presidente da Câmara Árabe ajuda da instituição na aceleração das negociações de um acordo de livre comércio entre o Mercosul e o Líbano.

“Falamos também sobre a participação do Líbano na feira supermercadista Apas Show em 2019, com a possibilidade de haver um pavilhão específico para o país”, disse Mansour. A reunião teve a participação da diretora-geral do Ministério de Assuntos de Cooperação Internacional do Líbano, Allia Abbas (dir. na foto).

Hannun (esq.) com Mohamed Choucair

Hannun e Mansour visitaram ainda o presidente da Federação das Câmaras de Comércio, Indústria e Agricultura do Líbano, Mohamed Choucair, que também preside a Câmara de Comércio, Indústria e Agricultura de Beirute e Monte Líbano.

“Falamos sobre a possibilidade de organizar uma missão empresarial e de promoção da Apas Show no Líbano, e Choucair convidou Hannun para palestrar na reunião das Câmaras de Comércio do Mediterrâneo, de 21 a 23 de novembro”, afirmou Mansour. “Este evento terá também a assinatura de memorando de entendimento entre a Câmara Árabe Brasileira e a Federação das Câmaras do Mediterrâneo”, acrescentou.

Hannun e Mansour fizeram por fim uma visita à sede da União das Câmaras Árabes e conversaram com o secretário-geral da instituição, Khaled Hanafy. Ele convidou a Câmara Árabe a participar do Fórum de Segurança Alimentar que será realizado em Fujairah, nos Emirados Árabes Unidos, em 14 e 15 de novembro.

Hanafy (esq.) convidou Hannun para conferência sobre segurança alimentar

“Ele convidou a Câmara Árabe a fazer também uma palestra sobre segurança alimentar, as relações comerciais árabe-brasileiras e o papel das instituições privadas”, disse Mansour.

Com Hanafy, os executivos conversaram ainda sobre atividades conjuntas em 2019 e eventos que podem ser realizados em diversas cidades do mundo árabe, sobre temas como halal, logística, turismo, segurança alimentar e inovação.

Mansour e Hannun visitaram ainda a Síria e a Jordânia no período de 13 a 22 de setembro. Com as autoridades jordanianas, a Câmara Árabe assinou um primeiro acordo de certificação digital de exportações, conforme a ANBA noticiou na semana passada.

Divulgação
Divulgação
Divulgação

Publicações relacionadas