Petrobras suspende trânsito de navios no Estreito de Ormuz

Companhia confirmou em nota a decisão de evitar o trânsito na região que é rota marítima para transporte de petróleo e fica na entrada do Golfo.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – A Petrobras confirmou a suspensão do trânsito de navios pelo Estreito de Ormuz, rota marítima que liga a região do Golfo ao Oceano Índico. A decisão havia sido noticiada pelo site de investimentos do jornal Valor Econômico, o Valor Investe, na manhã desta quarta-feira (08). O estreito, muito utilizado para transporte de petróleo, fica logo após o Golfo de Omã, e tem de um lado o território do Irã e, de outro, Omã e os Emirados Árabes Unidos.

A decisão da Petrobras ocorre em meio a escalada da tensão entre Estados Unidos e Irã. Ainda nesta quarta-feira, a companhia emitiu nota oficial explicando que avalia rotineiramente alterações nas rotas de suas embarcações com o objetivo de evitar trechos que tragam risco à segurança de suas operações.

“A companhia avaliou o referido cenário e, em conjunto com a Marinha do Brasil, decidiu por evitar, no momento, o trânsito pelo Estreito de Hormuz (sic). Tal mudança não trará qualquer impacto ao abastecimento de combustíveis no Brasil. Os desdobramentos locais seguem sendo monitorados e avaliados”, informou a Petrobras, em comunicado.

Reprodução/Youtube Petrobras

Publicações relacionadas