Saudi Aramco recebe autorização para lançamento de ações

A IPO da petrolífera estatal saudita recebeu aprovação da comissão de valores mobiliários local e deve ocorrer em dezembro, no que promete ser o maior negócio do gênero na história.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – A oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da petrolífera estatal saudita Saudi Aramco foi aprovada pela Autoridade do Mercado de Capitais do país (CMA, na sigla em inglês), a Comissão de Valores Mobiliários local, segundo informações publicadas pelo jornal saudita Arab News.

“A Saudi Aramco recebeu a confirmação de listagem do Saudi Tadawul (a bolsa de valores saudita) … A empresa vai começar o processo oficial de IPO”, disse neste domingo (03) o presidente do conselho da companhia, Yasir Al-Rumayyan, durante uma entrevista coletiva em Dhahran, cidade localizada na região leste do país, no litoral do Golfo, onde fica a sede da estatal.

Amin Nasser (esq.) e Yasir Al-Rumayyan (dir.) em coletiva de imprensa

De acordo com o Arab News, a partir de meados de dezembro, cidadãos sauditas, expatriados que vivem no país e investidores institucionais internacionais vão poder comprar ações da maior petrolífera do mundo. A Arábia Saudita é o país que mais produz e exporta petróleo, e a maioria esmagadora desta riqueza está nas mãos da Aramco.

A abertura de capital da companhia é resultado de uma promessa feita em 2016 pelo príncipe-herdeiro saudita, Mohammed Bin Salman, como parte de seu plano estratégico plurianual Visão 2030. A iniciativa promete ser a maior oferta pública inicial de ações da história.

“O dia de hoje representa um marco na história da companhia e um avanço importante na realização da Visão Saudita 2030, o plano de diversificação econômica e crescimento sustentado do Reino”, declarou Al-Rumayyan, segundo o Arab News.

Al-Rumayyan é também presidente do fundo soberano saudita Fundo de Investimentos Públicos (PIF, na sigla em inglês), que na semana passada anunciou a pretensão de investir até US$ 10 bilhões no Brasil em diversas áreas, durante viagem do presidente Jair Bolsonaro à nação árabe.

A Aramco irá abrir apenas uma parte minoritária de seu capital e, a princípio, a listagem será realizada somente na bolsa saudita. A porcentagem que será oferecida a investidores domésticos e internacionais ainda será anunciada, assim como o preço mínimo das ações. O dia exato do lançamento está também para ser confirmado.

“A porcentagem de investidores internacionais em comparação com investidores locais ainda será definida”, declarou o CEO da empresa, Amin Nasser.

Nos nove primeiros meses deste ano a Aramco registrou um lucro líquido de US$ 68,2 bilhões, um recuo de 18% sobre o mesmo período de 2018. Mesmo com a redução, o lucro é maior do que o obtido em 2018 por qualquer empresa listada em bolsa no mundo.

AFP
AFP

Publicações relacionadas