Gastronomia paulistana ganha nova casa árabe

O destaque do Fenícia Express é o manouche, esfiha aberta grande, como uma pizza árabe, de massa mais leve e temperos típicos. A casa fica na rua Rafael de Barros, no Paraíso, e conta com outras especialidades.

Bruna Garcia Fonseca
bruna.garcia@anba.com.br

São Paulo – O restaurante Fenícia Express – Culinária Libanesa abriu as portas em 22 de junho e já vem conquistando moradores e frequentadores da região do Paraíso, em São Paulo. Localizado na rua Rafael de Barros, entre a praça Oswaldo Cruz e a Alameda Santos, o estabelecimento serve pratos tradicionais da culinária árabe e tem como carro-chefe o manouche, espécie de esfiha aberta grande ou pizza árabe, com a massa mais leve e temperos árabes.

“Esta receita é bastante comum em todos os países árabes, principalmente o Líbano e a Síria”, contou a proprietária Roseane Mussi. O manouche vem em seis sabores, de carne, tomate e cebola; de zaatar (especiaria árabe); de queijo branco e muçarela; de queijo branco, muçarela, tomate e orégano; de queijo e basturma (carne seca bovina à moda armênia); e o Manouche Fenícia (foto acima), de queijo branco, rúcula, sumacre (especiaria árabe) e tomate cereja. Os valores variam entre R$ 18 e R$ 23.

As esfihas e manakish (plural de manouche) são assadas em um forno de pedra em formato de iglu, a gás, que atinge até 300°C. O forno chama a atenção de quem passa pelo restaurante, e segundo Mussi, é um diferencial da casa.

O shawarma, sanduíche enrolado tradicional árabe, é outro destaque do cardápio e vem nas opções de carne, frango, kafta, falafel tradicional e falafel de peixe, novidade da casa, que mistura a massa à base de grão de bico com merluza e camarões. Os lanches vêm acompanhados de salada e/ou fritas, e os preços variam de R$ 20 a R$ 23.

(continua após a galeria)

Outras novidades da casa são o quibe labanie (R$ 25,90), bolinhas de quibe frito mergulhadas em coalhada quente; o quibe de batata recheado com escarola e grão de bico (R$ 6,50), voltado para atender o público vegetariano; e o quibe de peixe (R$ 6,90), comum entre os libaneses cristãos durante a quaresma, período entre o carnaval e a páscoa em que não se come carne vermelha.

De sobremesa, além dos tradicionais doces árabes folhados que o público brasileiro já conhece, o restaurante oferece o Knefe, doce à base de semolina com queijo especial, servido quente com pistache e calda de açúcar. A iguaria só é feita aos domingos a partir das 10h30, e o pedaço sai por R$ 10.

Este é o segundo restaurante do casal Roseane Mussi e Maroun Daccache, que tem o Fenícia – Culinária Libanesa na rua 25 de Março há dois anos e meio, junto com o sócio Garcindo Folego. Mussi é neta de libaneses, e Daccache é libanês e mora no Brasil há 8 anos. Juntos, os três trabalham também com uma consultoria de exportação de commodities.

“Nós queríamos trazer um restaurante diferenciado para São Paulo, e com o sucesso da primeira casa, no centro, decidimos abrir aqui no Paraíso um restaurante mais compacto, com o cardápio reduzido, para se der certo, abrirmos o sistema de franquia”, contou Mussi, que disse ter escolhido o bairro pela grande colônia libanesa, além do movimento da Avenida Paulista. A casa fica aberta de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 10h às 17h.

Serviço

Fenícia Express – Culinária Libanesa
Rua Rafael de Barros, 87 – Paraíso – São Paulo
Delivery (11) 4561-4561
www.feniciacl.com.br

Bruna Garcia/ANBA
Bruna Garcia/ANBA
Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação
Bruna Garcia/ANBA
Bruna Garcia/ANBA
Bruna Garcia/ANBA
Bruna Garcia/ANBA
Bruna Garcia/ANBA
Divulgação

Publicações relacionadas